Telejornalismo Sensacionalista: O Espetáculo da Violência na Televisão

Publicado em Pesquisa Científica Jor

O jornalismo sensacionalista é, discutivelmente, um dos gêneros jornalísticos mais antigos, existindo desde a época em que os jornais eram ainda folhetos escritos à mão.

Criticado por alguns, em especial por sua maneira consideravelmente tendenciosa de contar os fatos, e adorado por outros, sua existência persiste, sendo que, nas últimas décadas, ganhou força em redes de televisão brasileiras. Programas como o “Cidade Alerta”, produzido pela TV Record, objeto deste estudo, atrai a atenção de milhares de telespectadores, mesmo que suas abordagens sobre a criminalidade sejam consideradas desgastadas e vulgares por alguns.  O objetivo deste trabalho é entender por que o sensacionalismo é tão assistido na televisão brasileira, e, para isso, foi dividido em três etapas. Na primeira etapa, foi utilizada como metodologia a pesquisa bibliográfica, com base em autores da comunicação, psicologia, filosofia e sociologia. A segunda etapa da pesquisa buscou identificar, por meio de questionário realizado via internet, porque o público tem interesse por este tipo de jornalismo. A terceira e última etapa realizou análise de conteúdo em três edições consecutivas do programa "Cidade Alerta". Os resultados da pesquisa apontaram que o sensacionalismo televisivo atrai o telespectador não só pela satisfação das pulsões de violência do público, como sugerido por diversos autores, mas também por um fator de entretenimento, havendo, inclusive, uma relação importante entre o apresentador e o público.

Orientador(a): Profª. Me. Flávia Cortese Martelli

Aluno(s): PEDRO SOUZA PEREIRA JACINTHO