• document2
  • document

Heraldo Pereira faz palestra em Ribeirão Preto

Publicado em Notícias

Heraldo Pereira faz palestra em Ribeirão Preto
 

Evento acontece dia 17 de março (quinta-feira) e faz parte das comemorações dos 30 anos da revista Revide; durante o encontro comunicador falará sobre o jornalismo na televisão

 

 palestra heraldo pereira
 
 
 
Entrada: uma caixa de luvas para procedimentos que será doada ao Hospital de Retaguarda Francisco de Assis. Alunos da Unaerp podem fazer a troca na Secretaria do Curso de Comunicação.
 
 
A Revide promove no dia 17 de março (quinta-feira), às 19h, no Boulevard do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto, uma palestra com o jornalista ribeirãopretano Heraldo Pereira. O tema da conversa será “O jornalismo na televisão”.  Nas últimas três décadas, Pereira é repórter, apresentador e comentarista político da Rede Globo em Brasília. O jornalista testemunhou os principais momentos da política brasileira.  “Voltar para Ribeirão Preto é muito gostoso. Tenho muita saudade da cidade. Quero rever amigos e os colegas de redação que trabalhei. Cresci no bairro Campos Elíseos e iniciei a minha carreira em Ribeirão Preto. Em 1981, mudei para Campinas e fui construindo a minha trajetória profissional”, comenta Heraldo Pereira.
 
Durante o bate-papo Heraldo Pereira fará uma exposição sobre a comunicação e suas transformações nos últimos 30 anos. “O jornalismo vivenciou diversas mudanças nas últimas três décadas. Das plataformas formais chegamos às digitais. Um exemplo muito interessante é o trigésimo aniversário da Revide. Na ocasião, vou fazer uma análise de como a mídia caminhou nesse período”, explica.
 
O início da comunicação em Ribeirão Preto também estará na pauta da conversa. “Vamos rememorar um período que marca o jornalismo na cidade, como, por exemplo, a escola de rádio e os jornais alternativos da época, marcos fundamentais para o surgimento da revista e o aparecimento da tevê regional”, diz Pereira.
 
“Tenho uma referência muito forte do jornalismo que fazia em Ribeirão Preto quando ainda era repórter garoto, no jornal, na tevê e no rádio. A minha experiência em política teve início em Ribeirão Preto, nas coberturas na Câmara, no Palácio do Rio Branco (Prefeitura) e no Fórum. Os três poderes ficavam próximos na época, ali no centro”, relembra o comunicador.
 
Sobre os obstáculos da profissão, Pereira diz que eles devem ser colocados no tempo presente. “Os profissionais de comunicação enfrentam desafios diários e permanentes. Tenho uma coletânea dos que já passei. Vou comentar alguns durante o encontro”, promete.
 
Segundo a diretora da Revide Isabel de Farias receber o Heraldo Pereira é um presente. “A proposta do bate-papo e a escolha do palestrante não são por acaso. O Heraldo é ribeiraopretano e iniciou sua carreira aqui. Em sua apresentação comentará sobre as mudanças que aconteceram no jornalismo, nas últimas três décadas, alinhadas à idade que a revista está completando e a sua trajetória na televisão”, comenta.
O evento faz parte das comemorações do trigésimo aniversário da Revide - revista de maior circulação em Ribeirão Preto e região, com edições semanais gratuitas, dentro do ciclo de palestra que acontece mensalmente, relacionadas à comunicação.
 
A entrada será uma caixa de luvas para procedimentos que será doada ao Hospital de Retaguarda Francisco de Assis. A troca pelo convite pode ser feita na Revide (Rua Heitor Chiarello, 882), de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
 
 
Sobre o palestrante
Heraldo Pereira de Carvalho nasceu em Ribeirão Preto no dia 1º de setembro de 1961. Descobriu o gosto pelo jornalismo durante um estágio em uma companhia telefônica, onde se tornou responsável pelo jornal interno da empresa. Logo depois, ingressou na Rádio Clube de Ribeirão Preto. Aos 18 anos, entrou na equipe que ajudou a montar a TV Ribeirão, afiliada da Rede Globo.
 
Em 1981, foi transferido para a TV Campinas, afiliada da Rede Globo, e decidiu cursar jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (Puccamp). Lá, fez sua primeira grande reportagem, a cobertura do acidente automobilístico sofrido pelo saltador João do Pulo. No ano seguinte, começou a participar regularmente do Jornal Nacional com matérias sobre a política brasileira: integrou a equipe da cobertura das eleições para governador e, mais tarde, noticiou os comícios pelas Diretas Já.
 
Após breve passagem pela TV Manchete, em 1985, foi convidado a trabalhar na Rede Globo em São Paulo. Além de fazer reportagens locais, passou a viajar mais pelo país, participando de coberturas de eleições pelo Nordeste e auxiliando na montagem de afiliadas pelo interior de São Paulo. Em 1988, foi transferido para a sucursal da Globo em Brasília, onde cobria os bastidores políticos do país.
 
Logo no primeiro ano na capital, assistiu às discussões para elaboração da Constituição de 1988 e participou da cobertura das primeiras eleições diretas para presidente em três décadas.
 
No ano de sua estreia em Brasília, Heraldo esteve na cobertura da crise no Senado, que culminou com as renúncias de Antônio Carlos Magalhães, o ACM, e José Roberto Arruda. Também em Brasília, Heraldo cobriu os principais acontecimentos no escândalo do Mensalão, em 2005, um esquema de compra de apoio político no Congresso. Desde então, acompanhou de perto o dia a dia e as principais decisões dos presidentes Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
 
Para Heraldo, outro grande desafio era imposto nas coberturas dos planos econômicos que se sucediam para tentar combater a inflação – especialmente o Plano Collor e o Plano Real.
 
Em 2001, Heraldo Pereira estreou como apresentador do DFTV. Em seguida, cobriu férias no Bom Dia DF. No ano seguinte, foi convidado para participar do time de apresentadores do Jornal Nacional aos sábados – foi o primeiro negro a assumir a bancada do programa, em 2002.
 
Em 2006, mais um acontecimento marcou a carreira do jornalista: o acidente aéreo da Gol. Apesar dos destroços da aeronave serem encontrados a 200 quilômetros do município de Peixoto de Azevedo, no Mato Grosso quase na divisa com o sul do Pará, Heraldo conseguiu em Brasília a divulgação do relatório da Aeronáutica sobre o acidente. A reportagem do jornalista, exibida em 14 de novembro no Jornal Nacional, mostrou que não havia um responsável, mas sim uma série de fatores que havia levado à colisão dos aviões.
 
A partir de 2007, além dos comentários políticos, passou a comandar o quadro Pinga-Fogo no Jornal da Globo. No quadro, Heraldo entrevista personalidades da vida política brasileira. Heraldo Pereira fez sua estreia em cobertura de Copa do Mundo em 2010. O jornalista integrou o time de repórteres e âncoras enviados à África do Sul para acompanhar o Mundial. De volta ao Brasil, ele apresentou ao lado de Renata Vasconcellos o Jornal Nacional que mostrou o drama da população fluminense na região serrana, afetada pelas chuvas e deslizamentos de terra que causaram a morte de centenas de pessoas em 2011.
 
Serviço
Palestra com o jornalista Heraldo Pereira
Data: 17 de março (quinta-feira)

Horário: 19 horas

Local: Boulevard do Shopping Iguatemi Ribeirão (Av. Luiz Eduardo de Toledo Prado, 900 – Vila do Golf)

Entrada: uma caixa de luvas para procedimentos que será d
oada ao Hospital de Retaguarda Francisco de Assis

 

Localização

FanPage